Pagina niet gevonden : Quiksilver Schoenen Winkels Amsterdam, Quicksilver Kleding
My Cart:  ( 0 )
Copyright © 2017 www.faithandnature.com. Powered by faithandnature.com
Pesquisar
Páginas

Digite seu endereço de email para assinar o Preto no Branco e receba notificações de novos posts por email.

Junte-se a 73 outros assinantes

PostHeaderIcon Indicadores comprovam o avanço econômico no Brasil

Poder aquisitivo do brasileiro cresce

Duas pesquisas divulgadas na semana passada mostraram o inquestionável avanço social do país nos últimos anos como resultado da estabilização da economia, redução da inflação, expansão do mercado de trabalho, aumento do salário mínimo, crescimento das transferências públicas e maior oferta de ensino.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) de 2011, elaborada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelou que, em 2011, o rendimento de trabalho teve o maior crescimento médio mensal em dez anos e que a taxa de desemprego foi a menor em sete anos, embora mais recentemente esteja diminuindo o ritmo de absorção de mão de obra pelo mercado.

O rendimento médio mensal cresceu 8,3% de 2009 para 2011, mas os salários mais baixos foram os que mais aumentaram, 29,2%. O total da população com 15 anos ou mais ocupada atingiu 92,5 milhões de pessoas, um milhão a mais do que em 2009. Com a formalização da economia, o número de empregos com carteira assinada cresceu com maior intensidade, acrescentando 3,6 milhões de vagas para um total de 33,9 milhões, com reflexos positivos na arrecadação. O percentual de trabalhadores que contribuem para a previdência social passou de 52,7% para 58,9%, melhorando as contas.

Um sinal de que nem tudo é róseo nesse cenário foi a indicação de que o mercado de trabalho já tem menos capacidade de absorver a mão de obra: o percentual de pessoas ocupadas era de 61,7% do total de população em idade ativa (PIA), menos do que os 62,9% de 2009.

A desigualdade de renda vem caindo continuamente, de acordo com dados da Pnad elaborados pelo Ipea. Entre 2001 e 2011, a renda per capita dos 10% mais ricos aumentou 16,6% em termos acumulados, enquanto a dos mais pobres saltou 91,2%.

A melhoria do emprego e dos salários é um dos principais motivos do fenômeno da explosão da classe C brasileira, que foi engrossada por um contingente de 37 milhões de pessoas nos últimos dez anos, passando a constituir 53% da população total, ou 104 milhões de pessoas. Em 2002, a classe C era 38% da população total, de acordo com pesquisa divulgada pela Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) da presidência da República.

Dos 37 milhões de novos membros da classe C, apenas 8 milhões são resultado do crescimento vegetativo; a maior parte – ou 29 milhões de pessoas – ascendeu das camadas mais baixas da população, com a melhoria dos empregos e salários. Segundo a SAE, a renda dessa camada da população cresceu cerca de 40% nos últimos sete anos.

O poder de consumo desse exército é de aproximadamente R$ 1 trilhão neste ano, pouco menos da metade do total de R$ 2,2 trilhões esperado para o país. É um poder de fogo nada desprezível. Basta imaginar o impacto no mercado se alguns de seus sonhos forem concretizados: a pesquisa da SAE indicou que 20 milhões de pessoas da classe C querem comprar imóvel; e 9,5 milhões, um automóvel novo ou usado. Outros objetivos da nova classe C são estudar em escolas privadas e ter acesso ao sistema de saúde particular.

A Pnad complementa o quadro. O bem durável cuja presença mais cresceu nos domicílios brasileiros entre 2009 e 2011 foi o computador com acesso à internet, 39,8%. Agora, 36,5% dos 61,3 milhões de domicílios brasileiros já têm computador com acesso à internet, em comparação com 27,3% em 2009. Na lista de novas aquisições dos lares brasileiros o computador veio em seguida, com 29,7% de crescimento e presença em 42,9% dos domicílios; e o telefone celular, com 26,6%, em 50% das casas.

O bem doméstico mais presente nos domicílios brasileiros continua sendo o fogão (98,6%), seguido pela televisão (96,9%), que fica à frente até mesmo da geladeira (95,8%).

Nesse quadro animador, duas descobertas da Pnad fazem o contraponto. A rede coletora de esgoto ainda é muito deficiente no país e atendia apenas 62,6% dos domicílios em 2011 em comparação com 59% em 2009. Nesse ritmo, vai levar duas décadas para a universalização do saneamento básico.

Outro ponto frágil é a educação. O analfabetismo entre a população com 15 anos ou mais diminuiu apenas um ponto em dois anos, para 8,6% em 2011. Ainda há 12,9 milhões de brasileiros analfabetos. E o percentual de analfabetos funcionais é de 20,4%, acumulando quase um terço da população de um país que precisa de mão de obra capacitada para expandir sua economia e competir globalmente.

Comente:

бесплатные игры стрелялки на телефон игра побег скачать эротические рассказы jar здесь паркур игры на телефон nokia java игры логические скачать скачать qip на телефон jar игры на телефон 360х640 игра хоккей на сенсорный телефон новые java игры для nokia скачать бесплатно га телефон игры jar мобильный сканер одежды jar скачать игры на тамагочи java игра скачать игру на телефон gta3 игры на телефон 2600 карточные игры на телефон нокиа игра на телефон футбол 2011 топ java игр java игры jar jad java игры для samsung monte игра здесь здесь игры на телефон nokia смартфон игра дальнобойщики на телефон бесплатно здесь здесь java игры для nokia 5130 скачать игры на телефон пинбол игра скачать темы игры на телефон samsung u800 игры сборник на сайте игра на телефон getting up игры на телефон бесплатно торрент скачать игры темы на телефон на сайте скачать здесь игры контер страйк на телефон симпсоны игра на телефон нокиа уличный футбол игра на телефон sitemap